dd/mm/aaaa



Fronteiras Braskem do Pensamento

No palco, um holofote ilumina o púlpito. Em frente ao microfone, grandes pensadores proporcionam à plateia um dos valores essenciais do Fronteiras do Pensamento: o conhecimento. O projeto, em seus mais de dez anos de história e mais de duas centenas de conferências internacionais realizadas, traz ideias, fomenta debates e estimula a inquietação e o questionamento, apontando os caminhos para as questões fundamentais da atualidade. A cada temporada, a série de encontros com intelectuais reconhecidos em suas áreas de atuação concretiza o objetivo do Fronteiras de promover educação de alta qualidade, enaltecendo preceitos como liberdade de expressão, diversidade geográfica e pluralidade de ideias. Desde 2007, o Fronteiras do Pensamento propicia um espaço para a discussão a respeito do mundo em que vivemos e daquilo que está ao nosso alcance fazer pelo nosso futuro.

 

JOSÉ EDUARDO AGUALUSA (Angola, 1960)

Agualusa é um dos mais importantes escritores em língua portuguesa da atualidade. Nascido em Angola, mudou-se ainda jovem para Portugal, para estudar agronomia e silvicultura. Acabou alterando a sua carreira para o jornalismo, passando a colaborar para vários jornais, entre eles o Público. Sua obra foi traduzida para mais de 25 idiomas, e em 2016 foi um dos finalistas do Prêmio Man Booker, pelo romance Teoria geral do esquecimento.

É autor de romances, contos, novelas, livros infantis e peças de teatro. Sua estreia ocorreu, em 1988, com A conjura, romance que lhe valeu o Prêmio Sonangol Revelação de Literatura de Angola. Seus livros percorrem muitas realidades, mas estão mais centrados em personagens do que em lugares. Alguns deles são baseados em figuras reais como a poetisa Lídia do Carmo Ferreira (Estação das chuvas) e a rainha Ana de Sousa (A rainha Ginga).

Também publicou Nação crioula, vencedor do Grande Prêmio de Literatura RTP, Fronteiras perdidas, Barroco tropical, e O vendedor de passados, que ganhou o Prêmio Independente de Ficção Estrangeira do jornal The Independent. Em 2017, venceu o Dublin Literary e, com o prêmio em dinheiro recebido, pretende instalar uma biblioteca pessoal na Ilha de Moçambique, aberta aos habitantes do local.

José Eduardo Agualusa acredita que os livros são um território de pensamento e a literatura é um exercício permanente de colocar-se na pele do outro. Seu romance mais recente é A sociedade dos sonhadores involuntários, lançado em 2017 e que é uma fábula política, satírica e divertida, que desafia e questiona a natureza da realidade.

GILLES LIPOVETSKY (França, 1944)

Filósofo francês, Lipovetsky é um dos pensadores mais originais da atualidade. Graduado em Filosofia pela Universidade de Grenoble, recebeu o título de doutor honoris causa de universidades do Canadá, Bulgária, Portugal, México, Colômbia e Brasil. Teórico da hipermodernidade e da pós-modernidade, é considerado um intelectual de referência para os temas da moda e do consumo.

É autor de best-sellers como O império do efêmero – A moda e seu destino nas sociedades modernas, A era do vazio – Ensaios sobre o individualismo contemporâneo e O crepúsculo do dever – A ética indolor dos novos tempos democráticos. Seus livros foram publicados em vários países e traduzidos para mais de 18 idiomas.

No governo francês, foi membro do Conselho Nacional de Currículo até 2005 e integra o Conselho de Análise da Sociedade, órgão de apoio ao primeiro-ministro francês e presidido pelo filósofo francês Luc Ferry. Em 2003, recebeu a condecoração de Cavaleiro da Legião de Honra.

Gilles Lipovetsky acredita que a consagração do bem-estar triunfa na sociedade pós-moderna. Lançado no Brasil em 2016, seu mais recente livro, Da leveza – Rumo a uma civilização sem peso, aborda o culto contemporâneo à felicidade em contraposição à rotina veloz e exigente que enfrentamos.

LEANDRO KARNAL (Brasil, 1963)

Um dos mais populares intelectuais do Brasil, o historiador Leandro Karnal é presença frequente na televisão, nas rádios e nos jornais. Nascido em São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, é doutor em História Social pela Universidade de São Paulo (USP) e especialista em História da América, assunto sobre o qual discorreu no livro Estados Unidos: a formação da Nação. Possui pós-doutorados pela UNAM, no México, e pelo CNRS de Paris.

Atualmente, é professor do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas (IFCH-Unicamp), onde dá aulas sobre Historiografia, Religiões e Cultura. Também é membro do conselho editorial das principais publicações acadêmicas da área na Unicamp (revistas Ideias, Cadernos Pagu e História Social) e da Unisinos (revista História).

Alguns de seus livros estão entre os mais vendidos do Brasil, como O inferno somos nós, Todos contra todos, Crer ou não crer, Santos fortes e Diálogo de culturas. Há 17 anos, realiza atividades de consultoria em conteúdo e curadoria para exposições artísticas e históricas. Ainda, participa de programas como o Jornal da Cultura e Café Filosófico CPFL, e é colunista fixo do jornal O Estado de São Paulo. Suas palestras abordam os mais diversos temas, indo da ética à vaidade, passando por empreendedorismo e planejamento estratégico.

Leandro Karnal combina sagacidade e bom-humor para estimular os brasileiros a refletirem sobre temas cruciais para compreender a realidade do País e conhecer o ser humano. Com um repertório de temas, argumentos e interesses que o aproximam de audiências das mais heterogêneas, Karnal ficou conhecido por trazer a história de volta ao debate cotidiano.

MARCELO GLEISER (Brasil, 1959)

Físico teórico, professor, escritor e colunista do jornal Folha de S.Paulo e da National Public Radio (NPR), Gleiser é internacionalmente reconhecido no meio acadêmico. É membro da Academia Brasileira de Filosofia e da American Physical Society e autor de best-sellers como A dança do universo (prêmio Jabuti de 1998), O fim da terra e do céu (prêmio Jabuti de 2002) e Criação imperfeita, traduzidos para diversos idiomas. Professor de física e astronomia na Dartmouth College nos Estados Unidos desde 1991, recebeu o prêmio Presidential Faculty Fellows Award, da Casa Branca, por sua dedicação à pesquisa e ao ensino.

Nascido no Rio de Janeiro, Gleiser teve sua curiosidade pela ciência despertada por meio da admiração pela natureza. Cursou Engenharia Química por dois anos, transferindo-se para o curso de Física da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, onde graduou-se em 1981. No ano seguinte, fez seu mestrado na Universidade Federal do Rio de Janeiro e, em 1986, obteve seu doutorado no King’s College, da Universidade de Londres, na Inglaterra.

Autor de mais de uma centena de artigos citados e dezenas de textos publicados em formato impresso ou digital, o foco da pesquisa de Gleiser é o surgimento de estruturas complexas da natureza para descobrir o sentido do mundo e nosso lugar no grande esquema das coisas. Para isso, ele tem como foco questões muito fundamentais relacionadas ao que chama de “três origens”: a origem do universo, a origem da matéria e a origem da vida na Terra e em todos os lugares do cosmos.

Em seus textos para a mídia, vídeos para o Fronteiras e nas participações em séries televisivas, Marcelo Gleiser mostra como as mais complexas teorias estão interligadas ao cotidiano, sendo não apenas um divulgador da ciência, mas também um divulgador do interesse pela ciência. Sua postura congregadora e antirradicalismos reúne diversas áreas do conhecimento e faz desse brasileiro um dos principais intelectuais públicos no País.

 

SERVIÇO

Fronteiras Braskem do Pensamento 2018

Quando:

1º de agosto (quarta-feira), 20h30 – José Eduardo Agualusa

17 de setembro (segunda-feira), 20h30 – Gilles Lipovetsky e Leandro Karnal

15 de outubro (segunda-feira), 20h30 – Marcelo Gleiser

Onde: Sala Principal do Teatro Castro Alves

Quanto: 

R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia), das filas A a Z11 (por data)

R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia), das filas A a Z11 (combo para três datas, válido até 1º de agosto)

R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia), das filas A a Z11 (combo para duas datas, válido até 17 de setembro)

Desconto sobre a inteira: 40% para assinantes do Clube Correio*

 

VENDAS

Os ingressos para o espetáculo podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro Castro Alves, nos SACs do Shopping Barra e do Shopping Bela Vista ou pelos canais da Ingresso Rápido. Acesse página de vendas em http://site.ingressorapido.com.br/tca.

 

MEIA ENTRADA

A concessão da meia-entrada é assegurada em 40% do total dos ingressos disponíveis para o evento.

Estejam atentos! O Teatro Castro Alves cumpre a Lei Federal 12.933 de 29/12/2013, que determina que a comprovação do benefício de meia-entrada é obrigatória para aqueles que gozam deste direito. Estudantes devem apresentar a Carteira de Identificação Estudantil (CIE), não sendo aceitos outros documentos.

Data: 15/10/2018

Teatro Castro Alves - Praça Dois de Julho,s/n, Campo Grande, CEP 40080-121 - Salvador - Bahia - Brasil Telefone: (71) 3003-0595