dd/mm/aaaa



Luciano Calazans

Batizado pelo jornalista e crítico de música Chico Castro Jr. como “baixista elétrico”, Luciano Calazans não cansa de se reinventar, sempre tendo a música como foco.  Ele é o idealizador e líder de produtos musicais interessantes e originais. No currículo, coleciona produções, arranjos, aulas, formação de corais, chegando a escrever para orquestra, cameratas e afins. Também é dele o primeiro disco de um baixista produzido na Bahia: o “Contrabaixo Astral”, que, em 2020, comemora 15 anos de gravado.

Ativista pela natureza e engajado em projetos sociais, Luciano pretende celebrar a vida e 30 anos de carreira de uma forma diferente em 2020: vai comemorar o dia de seu aniversário, 15 de janeiro, na Sala Principal do Teatro Castro Alves (TCA), a partir das 20h, fazendo um show ao lado de grandes nomes da música, com a venda de ingressos revertida para o Núcleo de Apoio a Crianças com Paralisia Cerebral (NACPC).

Conhecido atualmente como Maestro Azul, título dado por Saulo, cantor, que muito lhe honra, este artista é também um maestro, um músico, um monstro. Calazans é nada menos que um dos grandes da nossa terra, com um talento excepcional. O seu nome consta na ficha técnica de mais de 700 álbuns gravados por artistas dos pais e de fora dele. Luciano Calazans é nível mundial. Apontado pela revista Bass Player como autor de uma das 40 maiores linhas de baixo da música popular brasileira pelo trabalho no disco “Eu, Tu, Eles”, de Gilberto Gil, que lhe rendeu um Grammy Latino.

Dividiu o palco com nada menos que Flávio Venturini, Marisa Monte, Ivete Sangalo, Lenine, Carlinhos Brown, Milton Nascimento, Fafá de Belém, Gilberto Gil, Salif Keita, Stanley Jordan e tantos outros. Luciano também é diretor musical do Projeto TAMAR, desde 2010, desenvolvendo um trabalho com crianças da região de Mata de São João, coordena uma banda de funcionários, além de responder pela grade musical do projeto. Atualmente, surpreende como arranjador de grandes concertos sinfônicos e populares executados em Salvador e fora dela, incluindo Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA) e NEOJIBA, além de Orquestra Sinfônica de Sergipe.

 

SERVIÇO

Luciano Calazans e convidados – “Contrabaixo Astral”

Quando: 15 de janeiro de 2020 (quarta-feira), 20h

É terminantemente proibida entrada após início do espetáculo.

Onde: Sala Principal do Teatro Castro Alves

Quanto: 

R$ 160 (inteira) e R$ 80 (meia), das filas A a C

R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia), das filas D a P

R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia), das filas Q a Y

R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia), das filas Z a Z11

Classificação indicativa: Livre

 

VENDAS

Os ingressos para o espetáculo podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro Castro Alves, nos SACs do Shopping Barra e do Shopping Bela Vista ou pelos canais da Ingresso Rápido. Acesse página de vendas em http://site.ingressorapido.com.br/tca.

 

MEIA ENTRADA

A concessão da meia-entrada é assegurada em 40% do total dos ingressos disponíveis para o evento.

Estejam atentos! O Teatro Castro Alves cumpre a Lei Federal 12.933 de 29/12/2013, que determina que a comprovação do benefício de meia-entrada é obrigatória para aqueles que gozam deste direito. Estudantes devem apresentar a Carteira de Identificação Estudantil (CIE), não sendo aceitos outros documentos.

 

Data: 15/01/2020

Teatro Castro Alves - Praça Dois de Julho,s/n, Campo Grande, CEP 40080-121 - Salvador - Bahia - Brasil Telefone: (71) 4000-1139