dd/mm/aaaa



Nos Tempos da Tropicália

No final dos anos 1960, em plena ditadura militar no Brasil, uma rede de artistas se conectava em um movimento contracultura, transbordando os limites da cultura hegemônica, artística e popular. Geleia geral, mistura indisciplinar entre sagrado, profano, midiático, erudito e tradicional, como nos eventos da sopa de Maria na mesma época em Salvador.

No final de outubro de 2017, uma estudante da Universidade Estadual da Paraíba foi acusada de apologia ao crime por escrever, em mural da instituição, a frase de Hélio Oiticica, “Seja Marginal, seja Herói”, a mesma que rendeu o exílio a Caetano e Gil, ao ser exposta como bandeira no show com os Mutantes, na Boate Sucata no Rio de Janeiro, em 1968.

Que tempo é esse? O Curso Livre da Escola de Dança da FUNCEB escolhe entrar nesse rodopio, nessa espiral, em antropofagia a esse movimento de jogo criativo e resiliência, diante do terrível, escolhe o tempo tropical.

 

SERVIÇO

Nos Tempos da Tropicália

Quando: 3 de dezembro (domingo), 19h

Onde: Sala Principal do Teatro Castro Alves

Quanto: Gratuito

 

VENDAS

Os ingressos para o espetáculo podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro Castro Alves, nos SACs do Shopping Barra e do Shopping Bela Vista ou pelo site www.ingressorapido.com.br.

 

MEIA ENTRADA

A concessão da meia-entrada é assegurada em 40% do total dos ingressos disponíveis para o evento.

Estejam atentos! O Teatro Castro Alves cumpre a Lei Federal 12.933 de 29/12/2013, que determina que a comprovação do benefício de meia-entrada é obrigatória para aqueles que gozam deste direito. Estudantes devem apresentar a Carteira de Identificação Estudantil (CIE), não sendo aceitos outros documentos.

Data: 03/12/2017

Teatro Castro Alves - Praça Dois de Julho,s/n, Campo Grande, CEP 40080-121 - Salvador - Bahia - Brasil Telefone: (71) 3003-0595