dd/mm/aaaa



Os Tincoãs

Foto: Anibal Philot Agência O Globo

Às margens do Rio Paraguaçu, na cidade de Cachoeira no Recôncavo Baiano, surgia no final dos anos 1950 um trio vocal que marcaria a história da música afro-brasileira. Temas, conceitos e cantos de religiões de matriz africana eram interpretados pel’Os Tincoãs com perfeita harmonia vocal, em uma sonoridade enraizada, mas bastante sofisticada. Mais de 15 anos após o fim do grupo, Os Tincoãs têm sua obra revisitada sob a narrativa de Mateus Aleluia, um de seus membros e compositor de muitos sucessos. Entre as ações, o show comemorativo no Teatro Castro Alves acontece no dia 6 de dezembro.

A trajetória do grupo será relembrada em um projeto com múltiplas linguagens, patrocinado pela Natura por meio do Natural Musical, contemplando também lançamento de livro de memórias e o relançamento dos três principais discos do grupo em versão física. Pela primeira vez, após 40 anos do lançamento do último álbum, Os Tincoãs terão CDs dos álbuns: “Os Tincoãs” (1973), “O Africanto dos Tincoãs” (1975) e “Os Tincoãs” (1977).

“O inovador d’Os Tincoãs é a temática. A quebra de paradigmas dentro da música popular brasileira. Essa questão de trazer à baila o candomblé, a identidade de uma forma digerível, talvez tenha sido o grande diferencial. E trazido de uma forma harmônica. O candomblé deixou de ser apenas uma música exótica. Passou a ser vista também como música de conservatório”, resume Mateus Aleluia.

SHOW – Para marcar o lançamento da coletânea musical, Mateus Aleluia será anfitrião de um show com artistas convidados da música brasileira contemporânea, como Saulo e Margareth Menezes. A presença mais ilustre será do ex-integrante Badu, que mora nas Ilhas Canárias e não vem ao Brasil desde os anos 1990.

“Estou bastante ansioso para este momento. Esse encontro vai ser a realização de um sonho! Venho esperando por isso há muitos anos! Fazer parte de Os Tincoãs foi tudo na minha vida. Tudo que eu aprendi, toda a base que eu tenho artisticamente, foi no período em que participei do grupo”, conta, emocionado, Badu.

O reencontro dele com Mateus Aleluia no palco não acontece há 36 anos. Na plateia, foram convidados os filhos angolanos de outro integrante, Dadinho, que nunca vieram ao Brasil. O espetáculo contará com os músicos Alex Mesquita, Maestro Bira Reis e Luizinho do Gêgê e terá direção musical de Mateus Aleluia Filho. A cenografia será assinada por Gringo Cardia.

 

SERVIÇO

Os Tincoãs

Quando: 6 de dezembro (quarta-feira), 20h

Onde: Sala Principal do Teatro Castro Alves

Quanto: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia), das filas A a Z11

 

VENDAS

Os ingressos para o espetáculo podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro Castro Alves, nos SACs do Shopping Barra e do Shopping Bela Vista ou pelo site www.ingressorapido.com.br.

 

MEIA ENTRADA

A concessão da meia-entrada é assegurada em 40% do total dos ingressos disponíveis para o evento.

Estejam atentos! O Teatro Castro Alves cumpre a Lei Federal 12.933 de 29/12/2013, que determina que a comprovação do benefício de meia-entrada é obrigatória para aqueles que gozam deste direito. Estudantes devem apresentar a Carteira de Identificação Estudantil (CIE), não sendo aceitos outros documentos.

Data: 06/12/2017

Teatro Castro Alves - Praça Dois de Julho,s/n, Campo Grande, CEP 40080-121 - Salvador - Bahia - Brasil Telefone: (71) 3003-0595