dd/mm/aaaa



BTCA na Escola de Dança da UFBA

Leandro de Oliveira, bailarino do Balé Teatro Castro Alves (BTCA), participou da mesa "Processos de Criação em Trabalhos de Dança Sobre Gênero e Sexualidades", que aconteceu hoje (7) dentro da programação do Seminário Corpo Negro - Construções Poéticas e Políticas Além do Olhar Hegemônico da Escola de Dança da UFBA.

Na ocasião, Leandro apresentou sua coreografia Generxs do Projeto Endogenias, que estreou no fim do ano passado na Sala Principal do Teatro Castro Alves. A coreografia discute o gênero, a identidade de gênero e a sexualidade, tendo como foco os limites simbólicos impostos aos indivíduos e as relações de poder estabelecidas entre eles dentro do contexto interpessoal. O trânsito e consequente fluxo de imagens na cena têm como base três fases: a criminalização e o preconceito; a tolerância relativa; e a celebração. Deste modo, GENERXS - corpos em trânsito - leva o público a refletir sobre gênero, partindo de imagens e contextos do cotidiano a que são submetidos os indivíduos na construção das suas identidades.

Companhia pública de dança contemporânea fundada em 1981, o BTCA tem atualmente o dançarino, coreógrafo, produtor e professor Antrifo Sanches como diretor artístico. Mantido pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult-BA) através da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), o BTCA é, junto com a Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA), um dos corpos artísticos do Teatro Castro Alves.

Teatro Castro Alves - Praça Dois de Julho,s/n, Campo Grande, CEP 40080-121 - Salvador - Bahia - Brasil Telefone: (71) 3003-0595