dd/mm/aaaa



Música no Quilombo

A Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA) vai a Lauro de Freitas, Região Metropolitana de Salvador, para apresentar o concerto “Música no Quilombo” nessa sexta-feira, 05 de agosto, às 15h30, no tradicional Terreiro São Jorge Filho da Goméia (Rua Queira Deus, 78, Portão). O evento, com entrada franca, faz parte da programação do “Agosto Negro” promovido pela prefeitura do Município para celebrar as culturas de matriz africana. “Música no Quilombo” terá regência do maestro Carlos Prazeres, curador artístico da OSBA, e a participação do músico Lucas Robatto (flauta) como solista. O concerto  vai reunir um repertório de grandes compositores de épocas e origens diversificadas: Johann Strauss, Pizzicato polka; Antonio Vivaldi, La Notte; Ernani Aguiar, Quatro Momentos para Orquestra de Cordas, e ainda um clássico bem popular, de Gonzagão e Zé Dantas, o Xote das Meninas.

O Terreiro – Também conhecido como o Terreiro do Portão, o Terreiro São Jorge Filho da Goméia, localizado em Lauro de Freitas, foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC), em 2004. A Yalorixá Mãe Mirinha de Portão (1924-1989), filha de santo de Joãozinho da Goméia (1914-1971), foi quem construiu a Casa em 1948 e a transformou em Associação, em 1995, com a missão de preservar a cultura afro-brasileira de origem banto. Atualmente, o terreiro é comandado pela neta de Mãe Mirinha, Maria Lúcia de Santana Neves, que adotou o nome de Mameto Kamurici. O terreiro/associação abriga diversos projetos voltados para a comunidade local, como o Ponto de Cultura Bankoma, o Museu e a Biblioteca Comunitária Mãe Mirinha de Portão, o espaço Kula Tecelagem, o Centro de Cidadania Digital, além de cursos de percussão, fabricação de instrumentos, dança, corte e costura e estética afro.

A OSBA é um corpo artístico do Teatro Castro Alves mantido pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), através da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb). Seu atual curador artístico e regente titular é o maestro Carlos Prazeres. Criada em 1982, a OSBA consolidou-se como um dos mais conceituados conjuntos sinfônicos brasileiros. Na sua vasta trajetória, destacam-se apresentações com grandes estrelas do canto lírico, como Luciano Pavarotti e Montserrat Caballé; companhias de dança como os balés russos Kirov e Bolshoi, além de músicos de nível internaciona, a exemplo de Jacques Morelenbaum, Arthur Moreira Lima, Nelson Freire, Maria João Pires, Cristina Ortiz, Ray Lema e Hélène Grimaud, entre outros.

Teatro Castro Alves - Praça Dois de Julho,s/n, Campo Grande, CEP 40080-121 - Salvador - Bahia - Brasil Telefone: (71) 4000-1139